Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

NOTÍCIAS

 Se os bancários aprovarem, Sindicato poderá entrar com ações para cobrar a 7ª e 8ª horas

06/11/18

Se os bancários aprovarem, Sindicato poderá entrar com ações para cobrar a 7ª e 8ª horas

A direção do Sindicato está avaliando a possibilidade de ingressar com ações coletivas para a cobrar o pagamento da 7ª e 8ª horas aos trabalhadores que desejarem entrar com a ação até o dia 30 de novembro de 2018.  Uma assembleia foi realizada no sindicato no dia 30 de outubro e uma nova reunião acontece até o dia 15 de novembro ainda sem data marcada. Na pauta, será definido o ingresso ou não dessas ações  e a sua forma.  Isto porque, explica o advogado do Sindicato, Iremar Gava, a FETEC ainda está fazendo “o levantamento das várias funções que estariam enquadradas nesta ação e documentos pertinentes”, afirma. Conforme ele o tema é bastante complexo:
Quanto a discussão da 7.ª e 8.ª horas como extras para aqueles cargos que não detém função de confiança, ou seja, aqueles que não tem poder de mando, gestão e representação (cargos técnicos e de assessoramento) e que estão enquadrados  com jornada de 8 horas diárias, tendo em vista que a nova convenção coletiva de trabalho, passou a estabelecer que a partir de 01/12/2018 nas condenações em ações judicias será compensada a gratificação de função de 8h com a condenação da 7.ª e 8.ª horas como extras.
É importante entender que existem várias peculiaridades e vários trabalhadores, principalmente no banco do brasil, pretendem continuar no cargo de 8h. Desta forma, o ingresso dessas ações automaticamente passam a enquadrar estes trabalhadores com cargo de 6h. “A discussão é complicada, pois como se trata de um universo pequeno de trabalhadores, estes são facilmente identificáveis nas ações, pois em muitos casas terá um ou dois trabalhadores por agência e o trabalhadores precisam ter ciência e manifestar sua concordância”, avalia o advogado.