CA da Caixa: votação começa na segunda-feira (26)

A partir de segunda (26) até quinta-feira (29), as empregadas e empregados da Caixa Econômica Federal vão escolher quem os representará no Conselho Administrativo do banco, que decide a estratégia de longo prazo da Caixa, levando em conta os impactos decorrentes de suas atividades na sociedade. Todas empregadas e empregados da ativa podem votar.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) indica o voto em Fabiana Uehara, que concorre à vaga no CA com o número 0002.

“A Fabi, como é chamada por seus colegas de banco, tem um longo histórico de defesa da Caixa pública e nunca deixou de mostrar que as empregadas e empregados são prioridade nesta luta”, afirmou a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, ao lembrar que Fabiana Uehara esteve à frente de todas as lutas em defesa das empregadas e dos empregados da Caixa nesses últimos anos.

Como votar

Para eleger sua representante no CA da Caixa, as empregadas e empregados devem acessar o site eleicaoca.caixa.gov.br/siele e, na página de votação, digitar 0002.

“É fundamental termos no CA uma conselheira com pulso firme, como a Fabi, que já mostrou que não se cala diante de ataques ao banco ou às empregadas e empregados”, reforçou a empregada da Caixa em Minas Gerais e diretora executiva da Contraf-CUT, Eliana Brasil.

“A Fabi é jovem, tem o vigor necessário para fazer o que é preciso ser feito no CA e, ao mesmo tempo, tem a experiência de organização e coordenação da luta por direitos e melhores condições de trabalho para as empregadas e empregados. Ela tem lado nesta luta, o lado dos trabalhadores”, completou o empregado da Caixa em São Paulo e também dirigente da Contraf-CUT e da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), Rafael de Castro.

Propostas

Fabiana Uehara está em plena sintonia com os anseios das empregadas e empregados e é apoiada pela grande maioria das entidades de representação e associativas dos trabalhadores em todo o país.

Veja abaixo as principais propostas da Fabiana Uehara.

  • Lutar pela alteração do atual estatuto do banco, que permitiu o fatiamento e venda de partes da Caixa e limita direitos dos empregados, como na restrição para o custeio do Saúde Caixa;
  • Atuar no Conselho em sintonia com as reivindicações dos empregados, na busca por melhores condições de trabalho;
  • Cobrar o resultado das apurações das denúncias de assédio por parte de ex-dirigentes;
  • Trabalhar em conjunto com as entidades pela adoção de uma política de combate ao assédio moral, sexual e demais formas de violência organizacional;
  • Garantir a efetiva transparência na gestão da empresa;
  • Atuar pelo fortalecimento da Caixa:
    • Pela reincorporação das subsidiárias;
    • Pela manutenção da exclusividade na administração das loterias;
    • Pela exclusividade da manutenção do penhor.

E mais!

  • Fabiana Uehara pautará a política de remuneração da Caixa, defendendo a participação dos empregados na definição de programas como o Bônus Caixa, comissões pela venda de produtos etc.
  • Fabiana Uehara cobrará a resolução das “pendências” deixadas pelas gestões anteriores, causadas, por exemplo, pelos processos de reestruturação.